Posts com a Tag ‘Ginástica laboral’

Ginástica Laboral no ambiente de trabalho.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Em tempos de ritmos de vida acelerados, uma prática tem se destacado como forma de relaxamento e prevenção de doenças ocupacionais, a ginástica laboral. Esta prática de mais de 100 anos vem ganhando força no ambiente corporativo, uma vez que se detecta cada vez mais casos de stress e adoecimentos decorrentes do ritmo de vida apressado no trabalho. As mudanças empresariais decorrentes da globalização trazem muitas melhorias porém que vêm acompanhadas de maiores cobranças de rendimento e desempenho.

A ginástica laboral, nada mais é do que a prática voluntária de fazer atividade física, realizada pelos trabalhadores coletivamente, no próprio local de trabalho, durante a sua jornada diária, visando melhorar a condição física do trabalhador, com o objetivo de promover adaptações fisiológicas, físicas e psíquicas. A ginástica laboral não sobrecarrega nem cansa os colaboradores, pois é leve, com exercícios voltados para o relaxamento do corpo, de curta duração, com certa de 10 a 20 minutos de aula por dia entre os horários de intervalo, geralmente as 10 horas da manhã e as 16 horas da tarde.

As aulas são feitas por profissionais da área de educação física, contratados pela empresa para desenvolverem a ginástica laboral orientada para as atividades de trabalho realizadas por cada área da empresa, afinal cada ocupação requer cuidados diferentes, por tanto necessitam de mais ou menos aulas, mas geralmente as aulas acontecem duas vezes ao dia, de duas a três vezes por semana. Através de diferentes tipos de exercícios esses profissionais fazem com que os colaboradores se interajam, uma vez que as aulas geralmente acontecem por departamento, e diminuam a fadiga visual, corporal e mental por meio das pausas para os exercícios.

Os exercícios da ginástica laboral trabalham a reeducação postural, com exercícios para a coluna, costas e pernas, a consciência corporal, com exercícios de alongamento em que as pessoas passam a conhecer seus limites, as tensões acumuladas no trabalho, com exercícios para os ombros, exercícios de respiração e relaxamento. Essa atividade se mostra muito eficiente para aliviar estresse, diminuir o sedentarismo, aumentar o ânimo para o trabalho, prevenir lesões e traumas, como a LER (Lesão por Esforços Repetitivos) e Dort (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho) causados por movimentos e esforços repetitivos decorrentes do trabalho.

Ao promover a ginástica laboral as empresas se mostram preocupadas com a qualidade de vida de seus colaboradores e com outros benefícios como a redução de faltas dos funcionários originadas por afastamentos por doenças ocupacionais,minimização de quedas e acidentes de trabalho, redução de custos advindos dessas situações. Essa prática proporciona ainda, aumento da produtividade decorrentes de melhora da atenção, concentração nas atividades desempenhadas, proporcionando maior disposição do funcionário e ainda melhora a imagem da instituição junto aos empregados e a sociedade.

Essa prática vem ganhando muitos adeptos devidos aos resultados proporcionados e com isso as empresas têm investido cada vez mais em práticas desse tipo que aliviam o trabalho e se tornam muito importante para o crescimento e desenvolvimento da empresa, afinal funcionários saudáveis, satisfeitos e motivados são essenciais para o bom rendimento da empresa.

 

Creditos:

(Joicy Cristina Ludovico da Rocha, graduanda em Administração pela Fasam – Faculdade Sul-Americana)

http://www.dm.com.br/

Ginástica Laboral

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

O trabalho contínuo em uma mesma atividade pode causar alguns problemas à saúde de qualquer trabalhador. Todas as atividades tem suas particularidades, e cada uma precisa e merece seus cuidados. O que acontece atualmente, principalmente devido à exigência do mercado de trabalho por produtividade, é que os trabalhadores empenham-se em serem bons profissionais e se esquecem de cuidar da saúde física e mental.
A ginástica laboral tem o objetivo de manter a saúde dos funcionários de determinado local de trabalho através de exercícios físicos direcionados para aquela atividade profissional e feitos durante o expediente. Esta atividade deve ser acompanhada e orientada por um profissional da saúde física (um educador físico), para que obtenham-se os resultados esperados.
Além de diminuir a carga de estresse por interromper o trabalho, a ginástica laboral ainda evita o sedentarismo. Esta prática pode pode melhorar muito o desempenho de um funcionário, além de evitar lesões por esforço repetitivo (LER) e outras doenças provocadas pelo trabalho contínuo e a falta de exercícios físicos. Por conta destes benefícios, ela ajuda a diminuir o afastamento dos funcionários da empresa.
A ginástica é composta por exercícios físicos, alongamentos, relaxamento muscular e flexibilidade das articulações, e é uma prática coletiva, promovendo a descontração e interação entre os colegas de trabalho. Além disso, ela age psicologicamente, ajudando a aumentar o poder de concentração e motivando-os em sua auto-estima.
Não precisamos ser experts para saber que, agindo dessa maneira sobre os empregados, a ginástica influenciará também no faturamento da empresa, pois esta terá uma produtividade muito maior.

Mas, de onde surgiu a ginástica laboral?
A princípio denominada “ginástica de pausa para operários”, surgiu em 1925, na Polônia. Depois foi sendo aderida também em outros locais como a Holanda, a Rússia, a Bulgária, a Alemanha, etc. Em 1928 chegou ao Japão, sendo aplicada nos trabalhadores do correio, e após a Segunda Guerra Mundial, espalhou-se por todo o país.
Como resultados, observou-se a diminuição dos acidentes de trabalho, o aumento da produtividade e a melhoria das condições dos trabalhadores. Hoje, mais de 1/3 dos trabalhadores japoneses a praticam diariamente.
Atualmente, menos pessoas são “consumidas” pelo trabalho do que no século XIX, mas em compensação a automação, a informatização e o avanço tecnológico fizeram com que muitos trabalhadores sejam “operadores de máquinas”, ao mesmo tempo que afastou os trabalhadores uns dos outros, tornando o trabalho exaustivo e exigente. Mais do que nunca as pessoas trabalham sozinhas, sendo pressionadas por metas e tarefas a cumprir.
Devido a todas essas particularidades decorrentes da globalização, os trabalhadores hoje necessitam mais que nunca de uma atividade física, e se ela acontece no meio de seu expediente, no ambiente de trabalho, e ainda promove interação, descontração e relaxamento de corpo e mente, torna-se ainda mais indispensável.

Principais Benefícios
Promove o combate e prevenção das doenças profissionais;
Promove o combate e prevenção do sedentarismo, estresse, depressão, ansiedade, etc;
Melhora da flexibilidade, força, coordenação, ritmo, agilidade e a resistência, promovendo uma maior mobilidade e melhor postura;
Promove a sensação de disposição e bem estar para a jornada de trabalho;
Reduz a sensação de fadiga no final da jornada;
Melhora da auto-estima e da auto-imagem;
Combate as tensões emocionais;
Melhora da atenção e concentração as atividades desempenhadas;
Favorece o relacionamento social e trabalho em equipe;
Melhoria das relações interpessoais;
Reduz os gastos com afastamento e substituição de pessoal;
Diminui afastamentos médicos, acidente e lesões;
Melhora da imagem da instituição junto aos empregados e a sociedade;
Ginástica Laboral
O trabalho contínuo em uma mesma atividade pode causar alguns problemas à saúde de qualquer trabalhador. Todas as atividades tem suas particularidades, e cada uma precisa e merece seus cuidados. O que acontece atualmente, principalmente devido à exigência do mercado de trabalho por produtividade, é que os trabalhadores empenham-se em serem bons profissionais e se esquecem de cuidar da saúde física e mental.
A ginástica laboral tem o objetivo de manter a saúde dos funcionários de determinado local de trabalho através de exercícios físicos direcionados para aquela atividade profissional e feitos durante o expediente. Esta atividade deve ser acompanhada e orientada por um profissional da saúde física (um educador físico), para que obtenham-se os resultados esperados.
Além de diminuir a carga de estresse por interromper o trabalho, a ginástica laboral ainda evita o sedentarismo. Esta prática pode pode melhorar muito o desempenho de um funcionário, além de evitar lesões por esforço repetitivo (LER) e outras doenças provocadas pelo trabalho contínuo e a falta de exercícios físicos. Por conta destes benefícios, ela ajuda a diminuir o afastamento dos funcionários da empresa.
A ginástica é composta por exercícios físicos, alongamentos, relaxamento muscular e flexibilidade das articulações, e é uma prática coletiva, promovendo a descontração e interação entre os colegas de trabalho. Além disso, ela age psicologicamente, ajudando a aumentar o poder de concentração e motivando-os em sua auto-estima.
Não precisamos ser experts para saber que, agindo dessa maneira sobre os empregados, a ginástica influenciará também no faturamento da empresa, pois esta terá uma produtividade muito maior.
Mas, de onde surgiu a ginástica laboral?
A princípio denominada “ginástica de pausa para operários”, surgiu em 1925, na Polônia. Depois foi sendo aderida também em outros locais como a Holanda, a Rússia, a Bulgária, a Alemanha, etc. Em 1928 chegou ao Japão, sendo aplicada nos trabalhadores do correio, e após a Segunda Guerra Mundial, espalhou-se por todo o país.
Como resultados, observou-se a diminuição dos acidentes de trabalho, o aumento da produtividade e a melhoria das condições dos trabalhadores. Hoje, mais de 1/3 dos trabalhadores japoneses a praticam diariamente.
Atualmente, menos pessoas são “consumidas” pelo trabalho do que no século XIX, mas em compensação a automação, a informatização e o avanço tecnológico fizeram com que muitos trabalhadores sejam “operadores de máquinas”, ao mesmo tempo que afastou os trabalhadores uns dos outros, tornando o trabalho exaustivo e exigente. Mais do que nunca as pessoas trabalham sozinhas, sendo pressionadas por metas e tarefas a cumprir.
Devido a todas essas particularidades decorrentes da globalização, os trabalhadores hoje necessitam mais que nunca de uma atividade física, e se ela acontece no meio de seu expediente, no ambiente de trabalho, e ainda promove interação, descontração e relaxamento de corpo e mente, torna-se ainda mais indispensável.
Principais Benefícios
Promove o combate e prevenção das doenças profissionais;
Promove o combate e prevenção do sedentarismo, estresse, depressão, ansiedade, etc;
Melhora da flexibilidade, força, coordenação, ritmo, agilidade e a resistência, promovendo uma maior mobilidade e melhor postura;
Promove a sensação de disposição e bem estar para a jornada de trabalho;
Reduz a sensação de fadiga no final da jornada;
Melhora da auto-estima e da auto-imagem;
Combate as tensões emocionais;
Melhora da atenção e concentração as atividades desempenhadas;
Favorece o relacionamento social e trabalho em equipe;
Melhoria das relações interpessoais;
Reduz os gastos com afastamento e substituição de pessoal;
Diminui afastamentos médicos, acidente e lesões;
Melhora da imagem da instituição junto aos empregados e a sociedade;
Ginástica Laboral
O trabalho contínuo em uma mesma atividade pode causar alguns problemas à saúde de qualquer trabalhador. Todas as atividades tem suas particularidades, e cada uma precisa e merece seus cuidados. O que acontece atualmente, principalmente devido à exigência do mercado de trabalho por produtividade, é que os trabalhadores empenham-se em serem bons profissionais e se esquecem de cuidar da saúde física e mental.
A ginástica laboral tem o objetivo de manter a saúde dos funcionários de determinado local de trabalho através de exercícios físicos direcionados para aquela atividade profissional e feitos durante o expediente. Esta atividade deve ser acompanhada e orientada por um profissional da saúde física (um educador físico), para que obtenham-se os resultados esperados.
Além de diminuir a carga de estresse por interromper o trabalho, a ginástica laboral ainda evita o sedentarismo. Esta prática pode pode melhorar muito o desempenho de um funcionário, além de evitar lesões por esforço repetitivo (LER) e outras doenças provocadas pelo trabalho contínuo e a falta de exercícios físicos. Por conta destes benefícios, ela ajuda a diminuir o afastamento dos funcionários da empresa.
A ginástica é composta por exercícios físicos, alongamentos, relaxamento muscular e flexibilidade das articulações, e é uma prática coletiva, promovendo a descontração e interação entre os colegas de trabalho. Além disso, ela age psicologicamente, ajudando a aumentar o poder de concentração e motivando-os em sua auto-estima.
Não precisamos ser experts para saber que, agindo dessa maneira sobre os empregados, a ginástica influenciará também no faturamento da empresa, pois esta terá uma produtividade muito maior.
Mas, de onde surgiu a ginástica laboral?
A princípio denominada “ginástica de pausa para operários”, surgiu em 1925, na Polônia. Depois foi sendo aderida também em outros locais como a Holanda, a Rússia, a Bulgária, a Alemanha, etc. Em 1928 chegou ao Japão, sendo aplicada nos trabalhadores do correio, e após a Segunda Guerra Mundial, espalhou-se por todo o país.
Como resultados, observou-se a diminuição dos acidentes de trabalho, o aumento da produtividade e a melhoria das condições dos trabalhadores. Hoje, mais de 1/3 dos trabalhadores japoneses a praticam diariamente.
Atualmente, menos pessoas são “consumidas” pelo trabalho do que no século XIX, mas em compensação a automação, a informatização e o avanço tecnológico fizeram com que muitos trabalhadores sejam “operadores de máquinas”, ao mesmo tempo que afastou os trabalhadores uns dos outros, tornando o trabalho exaustivo e exigente. Mais do que nunca as pessoas trabalham sozinhas, sendo pressionadas por metas e tarefas a cumprir.
Devido a todas essas particularidades decorrentes da globalização, os trabalhadores hoje necessitam mais que nunca de uma atividade física, e se ela acontece no meio de seu expediente, no ambiente de trabalho, e ainda promove interação, descontração e relaxamento de corpo e mente, torna-se ainda mais indispensável.
Principais Benefícios
Promove o combate e prevenção das doenças profissionais;
Promove o combate e prevenção do sedentarismo, estresse, depressão, ansiedade, etc;
Melhora da flexibilidade, força, coordenação, ritmo, agilidade e a resistência, promovendo uma maior mobilidade e melhor postura;
Promove a sensação de disposição e bem estar para a jornada de trabalho;
Reduz a sensação de fadiga no final da jornada;
Melhora da auto-estima e da auto-imagem;
Combate as tensões emocionais;
Melhora da atenção e concentração as atividades desempenhadas;
Favorece o relacionamento social e trabalho em equipe;
Melhoria das relações interpessoais;
Reduz os gastos com afastamento e substituição de pessoal;
Diminui afastamentos médicos, acidente e lesões;
Melhora da imagem da instituição junto aos empregados e a sociedade;

http://www.infoescola.com/educacao-fisica/ginastica-laboral/

Ginástica Laboral

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014


Por Ana Paula de Araújo

O trabalho contínuo em uma mesma atividade pode causar alguns problemas à saúde de qualquer trabalhador. Todas as atividades tem suas particularidades, e cada uma precisa e merece seus cuidados. O que acontece atualmente, principalmente devido à exigência do mercado de trabalho por produtividade, é que os trabalhadores empenham-se em serem bons profissionais e se esquecem de cuidar da saúde física e mental.

A ginástica laboral tem o objetivo de manter a saúde dos funcionários de determinado local de trabalho através de exercícios físicos direcionados para aquela atividade profissional e feitos durante o expediente. Esta atividade deve ser acompanhada e orientada por um profissional da saúde física (um educador físico), para que obtenham-se os resultados esperados.

Além de diminuir a carga de estresse por interromper o trabalho, a ginástica laboral ainda evita o sedentarismo. Esta prática pode pode melhorar muito o desempenho de um funcionário, além de evitar lesões por esforço repetitivo (LER) e outras doenças provocadas pelo trabalho contínuo e a falta de exercícios físicos. Por conta destes benefícios, ela ajuda a diminuir o afastamento dos funcionários da empresa.

A ginástica é composta por exercícios físicos, alongamentos, relaxamento muscular e flexibilidade das articulações, e é uma prática coletiva, promovendo a descontração e interação entre os colegas de trabalho. Além disso, ela age psicologicamente, ajudando a aumentar o poder de concentração e motivando-os em sua auto-estima.

Não precisamos ser experts para saber que, agindo dessa maneira sobre os empregados, a ginástica influenciará também no faturamento da empresa, pois esta terá uma produtividade muito maior.

Mas, de onde surgiu a ginástica laboral?
A princípio denominada “ginástica de pausa para operários”, surgiu em 1925, na Polônia. Depois foi sendo aderida também em outros locais como a Holanda, a Rússia, a Bulgária, a Alemanha, etc. Em 1928 chegou ao Japão, sendo aplicada nos trabalhadores do correio, e após a Segunda Guerra Mundial, espalhou-se por todo o país.

Como resultados, observou-se a diminuição dos acidentes de trabalho, o aumento da produtividade e a melhoria das condições dos trabalhadores. Hoje, mais de 1/3 dos trabalhadores japoneses a praticam diariamente.

Atualmente, menos pessoas são “consumidas” pelo trabalho do que no século XIX, mas em compensação a automação, a informatização e o avanço tecnológico fizeram com que muitos trabalhadores sejam “operadores de máquinas”, ao mesmo tempo que afastou os trabalhadores uns dos outros, tornando o trabalho exaustivo e exigente. Mais do que nunca as pessoas trabalham sozinhas, sendo pressionadas por metas e tarefas a cumprir.

Devido a todas essas particularidades decorrentes da globalização, os trabalhadores hoje necessitam mais que nunca de uma atividade física, e se ela acontece no meio de seu expediente, no ambiente de trabalho, e ainda promove interação, descontração e relaxamento de corpo e mente, torna-se ainda mais indispensável.

Principais Benefícios
Promove o combate e prevenção das doenças profissionais;
Promove o combate e prevenção do sedentarismo, estresse, depressão, ansiedade, etc;
Melhora da flexibilidade, força, coordenação, ritmo, agilidade e a resistência, promovendo uma maior mobilidade e melhor postura;
Promove a sensação de disposição e bem estar para a jornada de trabalho;
Reduz a sensação de fadiga no final da jornada;
Melhora da auto-estima e da auto-imagem;
Combate as tensões emocionais;
Melhora da atenção e concentração as atividades desempenhadas;
Favorece o relacionamento social e trabalho em equipe;
Melhoria das relações interpessoais;
Reduz os gastos com afastamento e substituição de pessoal;
Diminui afastamentos médicos, acidente e lesões;
Melhora da imagem da instituição junto aos empregados e a sociedade;
Fontes:

http://www.copacabanarunners.net/ginastica-laboral.html

http://www.cdof.com.br/gl5.htm

http://www.saudeemmovimento.com.br/conteudos/conteudo_frame.asp?cod_noticia=815

http://www.saudeemmovimento.com.br/conteudos/conteudo_frame.asp?cod_noticia=849

Veja os materiais que a Alongar utiliza em suas atividades e o que nos diferencia das outras empresas!!!

terça-feira, 2 de julho de 2013

Alongar na mídia…Saúde 360º: atitudes do bem no ambiente profissional

sexta-feira, 14 de junho de 2013


Especialista dá dicas de hábitos que ampliam saúde física e mental no local de trabalho

Durante uma jornada de trabalho, o profissional fica na mesma posição em média 25% do tempo. Essa é a realidade da grande maioria que tem como ferramenta de trabalho uma mesa, o computador e o telefone e, inevitavelmente, ficam expostos a posturas inadequadas, ao sedentarismo e a uma série de problemas que afetam a saúde física e mental no ambiente de trabalho e, consequentemente, na vida.

“Não é uma missão fácil, pois o tempo é escasso e o volume de trabalho grande. Mas, algumas ações podem ajudar estes profissionais a prevenir o cansaço e a falta de concentração, proporcionando bom humor e serenidade, além de tornar o trabalho mais produtivo e agradável com corpos e mentes dispostos”, diz Iamara Ferres, Educadora Física e Diretora Executiva da Alongar, empresa especializada em saúde no ambiente de trabalho.

Atitudes do bem no trabalho

Comece seu dia bem. Levante da cama com cuidado, de lado e apoiando as mãos na cama para não forçar a coluna. Então siga outras dicas no ambiente de trabalho em si.
Alongue-se: levante-se da cadeira, mexa-se e alongue braços, pescoço e mãos para aliviar as tensões.
· Cuide da alimentação: se você sente muito sono ou preguiça após o almoço, o ideal é equilibrar as refeições. Isso porque a circulação se dirige mais ao aparelho digestivo, o restante do organismo fica mais lento e o excesso de comida pode aumentar este efeito.

Mexa-se: opte pelas as escadas em vez do elevador. Se o seu local de trabalho for muito distante do térreo, vá de elevador até um determinado andar e siga o restante a pé. Essa atitude também ajuda na queima de calorias.
Postura ereta: você deve ficar posicionado na cadeira de maneira que os ossos do quadril (os ísquios) fiquem bem rentes ao encosto da cadeira, os pés apoiados firmes no chão e, se caso seus pés não alcançarem o chão, apoie os pés em um banquinho pequeno, colaborando para a coluna lombar não ficar sobrecarregada;
Mãos e punhos: a altura da mesa e da cadeira está certa quando os antebraços ficam apoiados sobre a mesa ou o teclado, sem ficarem encolhidos ou distantes.
Tela do monitor é outro objeto que deve ficar na altura dos olhos, sem que seja necessário abaixar ou levantar o pescoço. Essa medida auxilia contrações e dores na cervical e maxilar. Prefira entre 40 e 70 centímetros, muito perto pode causar problemas à visão.
Pausas: Procure fazer pequenas pausas durante o dia. A cada 50 minutos trabalhados, experimente descansar 10. Nesse intervalo, aproveite para levantar, caminhar, beber água, esticar as pernas ou fazer alongamentos.
Evite cruzar as pernas, para que não prejudique sua circulação sanguínea.
Sente-se sempre sobre os ísquios (o ossinho do bumbum) assim, ajuda a manter a coluna mais ereta.

Empresas em ação

Estimuladas por iniciativas como o Projeto de lei Nº 0139/2010, as empresas passaram a ofertar práticas de ginástica laboral no ambiente de trabalho. No entanto, perceberam que fomentar pequenas atitudes e beneficiar os colaboradores com diferentes abordagens na rotina profissional poderia ser um instrumento de bem estar e consequente retorno da equipe. “Serviços diferenciados como massagens e atividades recreativas ganharam mais atenção de nossos clientes, como é o caso das corridas, apostas recreativas e intervenções teatrais”, conta Iamara.

“Para uma agência de Design com equipe e ambiente despojado era um desafio propiciar atividades focadas na saúde, isso também requer orientação profissional. Foi então que a empresa nos apresentou a opção de uma sala de jogos com um vídeo game sem fio, que usa os movimentos do corpo como controle remoto. Uma atividade lúdica, despojada e muito estimulante, que já apresentou resultados positivos”, conta Helio Moreira, diretor da NewGrowing Group.

Sobre a Alongar

Inspirada na metodologia polonesa, em que o foco está na pausa com exercícios específicos para cada grupo muscular, a Alongar presta serviços diversificados e completos na área de saúde do trabalho há mais de 10 anos. Com uma equipe multidisciplinar de profissionais, entre educadores físicos e fisioterapeutas, atua, em todo território nacional, junto a empresas de todos os segmentos e portes, promovendo saúde e segurança do trabalho, por meio de uma metodologia própria e diferenciada na implantação de programas de ginástica laboral, motivação e integração.

http://agitosp.com/2013/05/23/saude-360o-atitudes-do-bem-no-ambiente-profissional/

Alongar em RH Central…Atitudes para diminuir o cansaço no Trabalho

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Iamara Ferres – Educadora física e diretora executiva da Alongar, empresa especializada em saúde no ambiente de trabalho. Formada em Educação Física pela Universidade Bandeirante de São Paulo, com Pós Graduação em fisiologia do exercício pela UVA-RJ. Especialista em Pilates pelo Centro de Yoga Montanha Encantada – SC e Treinamento Físico sobre Plataforma Vibratória nos Estados Unidos, com passagem técnica por Londres, França, Espanha, Portugal, Argentina e Nova York. É idealizadora e principal executiva da Alongar – Saúde 360º, voltada para a saúde no ambiente de trabalho e especializada em ginástica laboral, com dez anos de mercado atendendo clientes como Lorenzetti, Alcan, Novellis, Chevron, Unimed, ABN Amro Bank, entre outros. Baixe o arquivo MP3.

http://www.rhcentral.com.br/podcast/default.asp?id_pod=257

A Alongar no Dia do Desafio 2013

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Dia do Desafio na empresa Novelis (unidade Central): Muito obrigada à todos por contribuir com esse dia , onde 40 colaboradores ajudaram a aumentar o índice nessa campanha mundial de Atividade Física através da Ginástica Laboral com a Alongar!!!

Parabéns à todos que se participaram da aula ministrada pelo professor Leandro em 29/05/13.

Alongar na mídia :10 hábitos que ampliam saúde física e mental no local de trabalho

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Especialista dá dicas de bons hábitos no ambiente profissional

Profissionais que trabalham sentados, muitas vezes se expõem a problemas, entre eles posturas inadequadas a sedentarismo. Esses maus hábitos podem prejudicar seriamente sua saúde mental e física, não só no ambiente de trabalho, mas em qualquer outro local.

“Não é uma missão fácil, pois o tempo é escasso e o volume de trabalho grande. Mas, algumas ações podem ajudar estes profissionais a prevenir o cansaço e a falta de concentração, proporcionando bom humor e serenidade, além de tornar o trabalho mais produtivo e agradável com corpos e mentes dispostos”, diz Iamara Ferres, Educadora Física e Diretora Executiva da Alongar, empresa especializada em saúde no ambiente de trabalho.

Confira algumas atitudes do bem no trabalho, de acordo com a especialista:

Comece seu dia bem. Levante da cama com cuidado, de lado e apoiando as mãos na cama para não forçar a coluna. Então siga outras dicas no ambiente de trabalho em si.
Alongue-se: levante-se da cadeira, mexa-se e alongue braços, pescoço e mãos para aliviar as tensões.
Cuide da alimentação: se você sente muito sono ou preguiça após o almoço, o ideal é equilibrar as refeições. Isso porque a circulação se dirige mais ao aparelho digestivo, o restante do organismo fica mais lento e o excesso de comida pode aumentar este efeito.
Mexa-se: opte pelas as escadas em vez do elevador. Se o seu local de trabalho for muito distante do térreo, vá de elevador até um determinado andar e siga o restante a pé. Essa atitude também ajuda na queima de calorias.
Postura ereta: você deve ficar posicionado na cadeira de maneira que os ossos do quadril (os ísquios) fiquem bem rentes ao encosto da cadeira, os pés apoiados firmes no chão e, se caso seus pés não alcançarem o chão, apoie os pés em um banquinho pequeno, colaborando para a coluna lombar não ficar sobrecarregada;
Mãos e punhos: a altura da mesa e da cadeira está certa quando os antebraços ficam apoiados sobre a mesa ou o teclado, sem ficarem encolhidos ou distantes.
Tela do monitor é outro objeto que deve ficar na altura dos olhos, sem que seja necessário abaixar ou levantar o pescoço. Essa medida auxilia contrações e dores na cervical e maxilar. Prefira entre 40 e 70 centímetros, muito perto pode causar problemas à visão.
Pausas: procure fazer pequenas pausas durante o dia. A cada 50 minutos trabalhados, experimente descansar 10. Nesse intervalo, aproveite para levantar, caminhar, beber água, esticar as pernas ou fazer alongamentos.
Evite cruzar as pernas, para que não prejudique sua circulação sanguínea.
Sente-se sempre sobre os ísquios (os ossinhos do bumbum) assim, ajuda a manter a coluna mais ereta.
Empresas em ação

Estimuladas por iniciativas como o Projeto de lei Nº 0139/2010, as empresas passaram a ofertar práticas de ginástica laboral no ambiente de trabalho. No entanto, perceberam que fomentar pequenas atitudes e beneficiar os colaboradores com diferentes abordagens na rotina profissional poderia ser um instrumento de bem estar e consequente retorno da equipe. “Serviços diferenciados como massagens e atividades recreativas ganharam mais atenção de nossos clientes, como é o caso das corridas, apostas recreativas e intervenções teatrais”, conta Iamara.

“Para uma agência de Design com equipe e ambiente despojado era um desafio propiciar atividades focadas na saúde, isso também requer orientação profissional. Foi então que a empresa nos apresentou a opção de uma sala de jogos com um vídeo game sem fio, que usa os movimentos do corpo como controle remoto. Uma atividade lúdica, despojada e muito estimulante, que já apresentou resultados positivos”, conta Helio Moreira, diretor da NewGrowing Group.

Alongar na mídia …Quiz: você cuida da sua saúde no trabalho?

sexta-feira, 14 de junho de 2013


A prática de exercícios no ambiente de trabalho auxilia no combate ao desgaste emocional e auxiliam na prevenção de LER (Lesão por Esforço Repetitivo). “Dentro dessa síndrome, existem milhares de doenças: tendinite, tenossinovite, síndrome do túnel do carpo, bursite, entre outras. Com a ginástica laboral, elas diminuem”, explica Letícia Oliveira Penaroti, fisioterapeuta responsável pelo programa de Ginástica Laboral da Conceito Zen.

Além dos exercícios físicos é preciso ficar atento a outros cuidados como a ingestão de água, por exemplo. “Algumas ações podem ajudar os profissionais a prevenir o cansaço e a falta de concentração, além de tornar o trabalho mais produtivo e agradável”, diz Iamara Ferres, Educadora Física e Diretora Executiva da Alongar, empresa especializada em saúde no ambiente de trabalho.

Será que você está agindo corretamente? Faça o quiz e descubra:

http://noticias.uol.com.br/empregos/ultimas-noticias/2013/05/22/quiz-voce-cuida-de-sua-saude-no-trabalho.jhtm

Semana Sipat na empresa Metalis (14/05/2013)

quarta-feira, 22 de maio de 2013

A Alongar esteve presente com uma aula especial sobre Dicas de Postura!
A Tropa de Elite da Postura ensinou o modo correto de cuidar da postura ao andar, se vestir, atender telefone, abaixar/pegar objetos, sentar na frente do computador, e qual o travesseiro e a posição correta de dormir!
Veja abaixo como todos prestaram atenção nas dicas que são muito importantes para o ambiente de trabalho e também para o nosso dia-a-dia!!!